Persona: o que é e como saber quem é o cliente ideal?

A Persona é uma representação semi-fictícia do perfil do comprador com características, costumes, vontades e objeções bem próximas das que você encontra em seu cliente real.

Todo empreendedor precisa saber quem efetivamente compra seus produtos ou serviços.

Falando assim, parece óbvio.

E é mesmo.

Mas pouca gente procura saber disso…

Se você analisar seus clientes, vai perceber que geralmente possuem perfis bem semelhantes.

Às vezes, seu negócio tem até mais de um perfil, mas certamente eles se parecem em algo.

Há muito tempo Agências de Marketing tinham como objetivo primário traçar o público-alvo do negócio de seus clientes.

E isto é realmente interessante e eficiente.

No entanto, percebeu-se que mais interessante que isso é personificar este público em uma pessoa.

E a forma mais efetiva para que suas comunicações sejam mais assertivas é mapeando um perfil completo do seu consumidor.

E você PRECISA saber efetivamente quem vai comprar seu produto ou serviço.

E essa pessoa é a “cara” de quem compra de você.

Vamos supor que sua empresa vende para pessoas do sexo feminino, brasileiras, sem filhos, moradoras de grandes cidades, de classes A e B, e têm entre 25 e 35 anos.

É um bom indício de características semelhantes entre compradores de seu produto.

No entanto, percebe que uma mulher de 25 anos é bem diferente de uma de 35?

Uma pode estar mais no início de carreira profissional, por exemplo, e provavelmente ainda não se casou, ou pelo menos não pensa nisso ainda.

Entretanto, uma mulher aos 35 anos pode estar mais próxima do ápice profissional e pensando em se casar e ter filhos.

(isso é só um exemplo, não quero estereotipar as pessoas, mas apenas ser esclarecedor na explicação).

Portanto, uma campanha para atrair a mulher mais nova deve ser um pouco diferente da mulher mais “experiente”, digamos assim.

Uma mensagem no Instagram por exemplo, pode gerar curiosidade em uma e não em outra.

Às vezes, uma delas pode inclusive usar o Instagram e a outra não.

E mais que os pontos apresentados acima, a Persona vai te mostrar inclusive informações bem mais específicas como:

– O gosto pessoal (por exemplo: cores, marcas, modelos);

– Quanto ela costuma pagar em um serviço como o seu (costuma pagar caro em um tipo de produto e mais barato em outros);

– A qualidade que ela espera de um produto (preza pela excelente qualidade de alimentos, por exemplo);

– Hobbies (gosta de viajar, ler e praticar esportes aos fins de semana)

– Estilo de vida (vegana, vegetariana)

– Valores morais (pode ser contra os testes de cosméticos em animais)

Assim, uma campanha em redes sociais com fotos de animais domesticados pode não ser atrativa para ela.

No entanto, algo relacionado a esportes, viagens e alimentação saudável pode interessar bastante e fazer com que ela clique em um determinado anúncio seu.

Pensando desta forma, é possível fazer campanhas diferentes para atrair mais pessoas em cada idade específica e com um retorno de vendas bem maior.

Isso vai te ajudar a determinar, por exemplo, qual o tipo de conteúdo que mais chame a atenção dela;

Qual a melhor, ou as melhores, redes sociais a serem utilizadas;

Como fazer um anúncio mais preciso e reduzir o gasto com cliques de pessoas que não se interessam pelo que você vende…

Ou seja, assim é possível gastar menos e vender mais.

Geralmente este perfil completo é traçado a partir de pesquisas que você faz com seus clientes.

Você pode entrar em contato com um número considerável de clientes e fazer algumas perguntas para que seja possível a definição com tamanha riqueza de detalhes.

Para isto pode-se oferecer um desconto, bônus ou mesmo um brinde seu.

Sem falar que as pessoas se sentem felizes quando participam de algum processo de criação, ou melhoria da qualidade feito pelas empresas que elas têm um bom relacionamento.

Agora, e se você ainda não abriu o seu negócio?

Como saber qual é a sua Persona?

Não desanime!

É possível criar uma fazendo pesquisas na internet, por exemplo.

Se você já tiver perfis do seu negócio em redes sociais, tente ver o que seus seguidores te mostram.

Visite seus perfis e veja se possuem informações relevantes.

O Facebook mostra muita coisa como hobbies, séries de tv, livros, assuntos relacionados ao gosto das pessoas…

Dá para ver quem essas pessoas seguem no Instagram por exemplo.

Analise o que ela gosta de ver.

Além disso, você pode também mapear seus concorrentes.

Leia os comentários dos usuários deles em postagens.

Tente ver em cada perfil se há informações sobre idade, localização, contato…

Mande um email para elas, ou um whatsapp e faça perguntas a essas pessoas.

Ofereça uma recompensa pela pequena entrevista!

Levante o máximo de informações possível, para que se possa mapear um perfil completo dela.

Imagine o que essa pessoa pode gostar de fazer, quais hábitos que ela tem.

Ao longo do tempo, quando sua empresa tiver um bom número de clientes, será possível melhorar essa Persona e assim ser mais eficiente.

Com tantas informações assim fica muito mais fácil fazer postagens em redes sociais e atrair o cliente certo para o seu negócio.

Faça um exercício de imaginação e tente responder a todas as perguntas que você leu aqui neste artigo.

Escreva todas estas características e monte um perfil da pessoa que tem maior chance de comprar seus produtos ou serviços.

Dê um nome a Persona!

Dá trabalho, mas é bem possível ser feito mesmo para “leigos” em Marketing, que abriram ou querem abrir um negócio e não sabem bem como usar a internet de forma profissional.

Ufa!

Parece muito complicado, não é mesmo?

Mas acredite, isso vai ser o que vai te possibilitar atrair muito mais clientes para o seu negócio.

Quer saber mais, entre em contato preenchendo o formulário abaixo:

Deixe um comentário